top of page
  • alt.text.label.Instagram
  • alt.text.label.Facebook
  • alt.text.label.YouTube

Orquestra Sisaleira de Conceição do Coité representará o Brasil no Agave Heritage Festival nos EUA

Em uma jornada musical e cultural inédita, a Orquestra Sisaleira de Conceição do Coité se prepara para marcar presença na 16ª edição do Agave Heritage Festival, que acontecerá na cidade de Tucson, Arizona. Esta será a primeira participação do Brasil no evento, que busca celebrar a importância do agave, com profundo enraizamento nas tradições do deserto de Sonora.


A viagem, que inicia no dia 15 de abril, contará com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado e terá uma agenda cheia, incluindo concertos, oficinas de luteria e painéis de discussão. O maestro Josevaldo Silva (Nim) destaca que o projeto é uma fusão da sustentabilidade com o empreendedorismo na economia criativa, promovendo uma cooperação cultural entre o Brasil, a Espanha e os Estados Unidos.



O maestro coiteense, que já é conhecido como o Embaixador do Sisal afirma que a Orquestra Sisaleira, é composta por 18 músicos, e se destaca pela utilização de instrumentos criados a partir dos resíduos da cadeia produtiva do sisal.


“O grupo não apenas representa a rica musicalidade nordestina, mas também traz uma mensagem de inovação ecológica através da música”, justifica Nim.

O Agave Heritage Festival é considerado o maior do mundo em sua categoria e é uma plataforma para artistas, cientistas, e empreendedores discutirem o passado, presente e futuro do agave. A participação da Orquestra não só honra a tradição agaveira, mas também estreita os laços culturais entre os dois países, através da música e do intercâmbio de conhecimentos sobre este importante recurso.


Agenda de shows:

Quarta, 17 de abril - Phoenix

  • 1:30 pm: Concerto no MIM (17h30 no Brasil)

  • 6:10 pm - 6:35 pm: Concerto no XICO (22h10 no Brasil)

Quinta, 18 de abril - Tucson

  • 6:15 pm - 6:45 pm Concerto no Hotel Congress Plaza (22h15 no Brasil)

Sexta, 19 de abril - Tucson

  • 7:45 pm - 8:45 pm: Concerto Som do Sisal (23h45 no Brasil)

Sábado, 20 de abril - Tucson

  • 1:00 pm & 4:00 pm: Concertos em Tohono Chul (17h no Brasil)



Desde sua formação em 2012, o grupo Som do Sisal tem explorado a potencialidade da madeira de sisal na construção de instrumentos musicais. O primeiro intercâmbio internacional do grupo, ocorreu em 2017 no México, e a subsequente colaboração na Espanha em 2019, ajudaram a solidificar a posição da Orquestra Sisaleira como embaixadores da cultura do sisal brasileiro no cenário mundial.


O festival proporcionará uma oportunidade única para o grupo mostrar ao mundo a versatilidade e a beleza do sisal, reforçando seu papel não apenas na economia, mas também na música e na cultura global.





SAIBA MAIS O projeto "Som do Sisal" tem emergido como uma iniciativa cultural significativa em Conceição do Coité, na Bahia, expandindo-se além de suas fronteiras para realizar intercâmbios e apresentações internacionais. Inspirado pela tradicional violinha de buriti do Tocantins e pelo potencial inexplorado do sisal, uma planta típica do semiárido brasileiro, este projeto tem reinventado o uso do sisal para além do artesanato, transformando-o em instrumentos musicais inovadores.


Sob a liderança do maestro Josevaldo, o "Som do Sisal" começou como um laboratório de investigação técnica e sonora, culminando na criação de violas e outros instrumentos a partir do tronco do sisal. A ideia prosperou e ganhou reconhecimento através de prêmios nacionais e estaduais, como o Prêmio Laureate Brasil - Jovem Empreendedor Social de 2017 e o Concurso Ideias Inovadoras 2015 da FAPESB.


Além das oficinas de luteria, o projeto envolveu a juventude local em oficinas de música e iniciação musical, promovendo não só a cultura local, mas também a sustentabilidade e inovação social. Estes esforços culminaram em várias apresentações tanto no Brasil quanto internacionalmente, incluindo uma turnê notável pelo México, onde o grupo apresentou o "Sons do Sisal" e promoveu oficinas de construção de instrumentos.


O financiamento do projeto vem principalmente do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, que apoia projetos culturais que, apesar de sua relevância, encontram dificuldades de patrocínio no mercado. Esta iniciativa é um exemplo brilhante de como a cultura e a inovação podem caminhar juntas, utilizando recursos locais para criar algo único que ressoa com a identidade da região.


Para mais informações sobre as atividades do grupo e futuras apresentações, visite nosso site e confira os links específicos para cada evento e notícia: https://www.projetosantoantoniodemusica.org/blog/categories/som-do-sisal


O "Som do Sisal" continua a ser uma fonte de inspiração, mostrando como a cultura pode ser um vetor de mudança econômica e social, transformando recursos naturais em arte e conhecimento. Estamos animados para ver onde essa jornada criativa levará nossos jovens músicos e artesãos no futuro.



Comments


bottom of page